Um gostinho pra quem não viu a segunda performance da Akua Naru aqui no Rio de Janeiro.

Fotos: Stéphane Munnier

Um show envolvente da cabeça aos pés, Akua Naru, artista afro-americana, vem nos apresentar o seu terceiro álbum Miner’s Canary que recebeu ótimas indicações dos principais críticos de musica na Europa e no USA.

O show realizado no Rival, começou com o aquecimento do cantor, que depois fez backing vocal da banda, Robert Ahrel Lumzy embalando a platéia com o mais puro swing do jazz & soul e depois colocando o povo pra dançar, teve Akua Naru arrasando em sua perfomance. Com sua vestimenta preta, um chapéu e seus colares com pingente da África, Akua iniciou a platéia com o Clap” característico de seus shows e a música The Backflip.
Logo após, fez saudações para o Emicida que entrou com muita força e agitou ainda mais o pessoal que estava na platéia com as músicas Zica, Vai Lá e Passarinhos (com ft da Jamal – cantora que tem um agudo estrondoso)
Na volta ao palco, Akua não deu trégua a quem assistia e nos colocou em clima de êxtase cantando as músicas Sugar (Honey Ice Tea) e Poetry: How does it feel now??? no meio da platéia. O show termina com a música Black & Blues People dedicada ao Rafael Braga (a única pessoa que continua presa após as manifestações de 2013 por portar desinfetante).